Rondônia, quarta-feira, 17 de agosto de 2022, - Email: [email protected] - Telefone: 69 9957-2377




Policial Civil revela detalhes da negociação ao resgatar ex-mulher de pastor de cárcere privado em Cerejeiras

Foto: Divulgação

O Policial Civil aposentado, José Araújo da Costa, 66 anos, foi o responsável pela negociação para resgatar a ex-esposa de um pastor evangélico, de 44 anos, no município de Cerejeiras (RO) fato ocorrido no sábado (16),  M.R.C.A., está sendo acusado de agressão, tortura, cárcere privado e tentativa de estupro contra a ex-esposa.

- Advertisement -
- Advertisement -

Araújo reside em Cerejeiras há 42 anos, atuou ativamente na Polícia Civil por 28 anos e desde o mês de maio de 2020 está aposentado.

Segundo o policial, ele foi procurado por familiares da vítima por volta das 16h de sábado (16) relatando que a mesma havia saído do seu local de trabalho por volta das 11:30h e ainda não tinha chegado em casa e ao buscar informações constataram pelo rastreio do celular, que o último acesso do aparelho informava o endereço residencial do ex-marido, o que causou estranheza.

“Ao chegar no endereço indicado pelos familiares, não abordei diretamente o suspeito, busquei informações preliminares na vizinhança e após ter a certeza da presença da vítima no imóvel é que buscamos o contato inicial, depois de muita insistência e argumentos concretos é que fomos atendidos por ele, que trouxe a mulher pelo braço e estranhamente respondia por ela todos os questionamentos, querendo transparecer que estava tudo bem e que ela estaria ali de livre e espontânea vontade com a situação sob controle, fato posteriormente desmentido pela vítima”. Disse o policial.

Após momentos de tensão, ameaças do homem contra familiares da vítima e muita negociação, o portão da residência foi aberto e a mulher saiu para fora e foi acolhida pela sua família e amigos presentes, o policial ainda solicitou que a bolsa com os documentos, celular e a bicicleta fossem devolvido.

“Muitas coisas ainda precisam ser esclarecidas, ela ficou por 4 horas em poder do ex-marido, foi esganada até desmaiar e muitos detalhes serão revelados por meio do exame de corpo delito e investigação policial. Meu objetivo naquele momento era preservar a integridade física da vítima e retirá-la daquele ambiente de agressão e traumas, apesar de aposentado, sou policial 24 horas e estou atento a minha volta e sempre irei dar minha contribuição contra o crime, a sociedade Cerejeirense poderá contar sempre comigo”. Finalizou Araújo.

O suspeito continua foragido e está sendo procurado pela polícia inicialmente pelos crimes de quebra de medida protetiva e cárcere privado.

 

Por: Gazeta Rondônia

- Advertisement -














Veja também





Notícias relacionadas