Vereador faz indicação em prol da Associação de Surdos de Vilhena - Folha de Vilhena
<

Vereador faz indicação em prol da Associação de Surdos de Vilhena

Editoria Jornal fevereiro 14, 2017 1


Conforme o vereador Samir Ali na última sessão ordinária representantes da Associação de Surdos de Vilhena – ASSURV o procuraram para que o parlamentar interceda por eles na Casa Leis. Ali na sua indicação solicitou a contratação de dois intérpretes em língua de sinais

Desde que iniciaram as sessões ordinárias no período noturno, a Câmara de Vereadores está contando com a presença de membros da Associação de Surdos de Vilhena – ASSURV e de intérpretes voluntárias em língua de sinais as quais explicam tudo o que acontece durante as sessões.

Na noite desta terça-feira, 14, houve mais uma sessão e, na oportunidade o vereador Samir Ali (PSDB) fez uma importante indicação em favor da ASSURV, sendo ela: a contratação de dois intérpretes em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) para atender a ASSURV e acompanhá-los em locais públicos.

Na tribuna da Casa de Leis, o parlamentar municipal explicou que a língua brasileira de sinais é a segunda língua oficial do país, por esse motivo o município deve oferecer esse atendimento contratando intérpretes qualificados, para assim dar aos surdos a oportunidade de participarem na sociedade, estudarem e entrarem no mercado de trabalho.

De acordo com Samir, o último concurso da Prefeitura de Vilhena abriu apenas uma vaga para intérprete, ou seja, uma vaga para atender todo o município, motivo este pela qual fez vários questionamentos na sua fala. “Como um surdo vai ser atendido no Hospital Regional se não há uma profissional que domine a língua de sinais? Como o paciente {surdo} poderá informar no HR o que está sentindo? Hoje em dia se fala muito em inclusão social e em acessibilidade, mas como as pessoas que precisam de ajuda especializada estão sendo tratadas no município?”, questionou o parlamentar.

Samir Ali também informou que a Câmara de Vereadores em breve contará com intérprete em língua de sinais durante as sessões ordinárias e extraordinárias, dando assim o Poder Legislativo Municipal o pontapé inicial para a inclusão dos surdos nos encontros parlamentares.

SOBRE A ASSURV

Após a sessão ordinária, nossa equipe conversou com a profissional Fernanda Emanuele –  intérprete em línguas de sinais e nos informou que hoje a associação conta com 75 filiados, mas que em Vihena há em média de 200 surdos entre adultos e crianças.

A associação que não tem sede própria, hoje ocupa uma sala da Igreja Videira localizada na Avenida Major Amarante, onde são realizadas reuniões com seus membros uma vez ao mês (segundo sábado do mês).

Conforme Fernanda, em Vilhena os surdos são bem destacados, já seja nas escolas e nos locais onde trabalham, “temos pedagogos, universitários, servidores da Seduc , eles sempre buscam seus espaços”, ressaltou.

Fernndo também informou que muitos surdos estão vindo de Cabixi à Vilhena, tendo em vista que no município do interior não há a ajuda que eles precisam.

Hoje a associação conta com a ajuda de dois profissionais em línguas de sinais, Fernanda Emanuele e Laura Paiva Leite.

Outras indicação 

O parlamentar também fez outra importante indicação durante a sessão ordinária desta terça-feira, 14, trata-se da indicação de nº 047/2017, onde o edil requer a implantação de uma escola bilingue para atender a Educação de Jovens e Adultos -EJA na rede municipal de ensino.

Texto e fotos: Redação

 

 

 

 

 

 

Comente

comentários


Um comentário »

  1. Anônimo fevereiro 15, 2017 at 11:11 am - Reply

    Na verdade é na igreja Videira não Madureira.

Deixe uma resposta »