Químico do SAAE comenta qualidade da água em Vilhena - Folha de Vilhena
<

Químico do SAAE comenta qualidade da água em Vilhena

Editoria Jornal abril 4, 2017 0


Município tem o segundo maior aquífero do país oferecendo PH ideal  

O responsável químico do Serviço Autônomo de Água e Esgotos (SAAE), Carlos Roberto Gava, falou sobre seu trabalho à frente da autarquia e as condições da água oferecida ao consumidor vilhenense.

A frente do departamento de controle da água distribuída na cidade há quase sete anos, Carlos explica que Vilhena é uma cidade abençoada, pois o segundo maior aquífero do país passa pelo município, o aquífero Parecis, oferecendo qualidade e PH ideal.

“A nossa água é captada a 110 metros de profundidade. Temos 29 poços artesianos na área urbana e sete nos distritos e setores. Estes poços tem produção média de 120 m³/h, outros 180 m³ e 100 m³, sendo a água bombeada com bombas de 50 e 70 cv e em pressão de 25 bar e temperatura 19 °C, condição ideal conforme as exigências de controle”, comentou o químico.

Ainda, segundo Carlos, o único tratamento que a água de Vilhena recebe é o de cloração quinzenalmente, para desinfecção de redes e reservatórios. Carlos explica que a Vigilância Sanitária do município é quem fiscaliza a qualidade da água e encaminha para análises no laboratório de referência em Porto Velho.

“Portanto só há alteração na água de Vilhena quinzenalmente com adição de 12% de Hipoclorito de Sódio, ou quando tem um rompimento de rede. Fora isso, não há tratamento, pois não existe impurezas na água de Vilhena”, finalizou, destacando que o aquífero Parecis funciona como um super filtro trazendo a água com qualidade a 5,2, chegando ao PH superior ao da água mineral captada em Rondônia.

Arijoan Cavalcante, diretor da autarquia, destacou o trabalho que vem sendo realizado. “Mesmo com dificuldades financeiras, o SAAE através de sua equipe está realizando manutenções nos poços e redes a fim de oferecer o melhor para o consumidor, priorizando sempre levar água com qualidade”, encerrou.

 

 

Fonte: Semcom

Comente

comentários


Deixe uma resposta »