Polícia Militar desarticula quadrilha após tentativa de roubo em casa lotérica - Folha de Vilhena

Polícia Militar desarticula quadrilha após tentativa de roubo em casa lotérica

Folha de Vilhena dezembro 8, 2016 0

Força Tática, Núcleo de Inteligência e viaturas de área realizaram operação que desarticulou quadrilha. Um dos acusados não apenas assumiu a autoria do crime como também afirmou ser integrante do PCC

O caso foi registrado na tarde desta quinta-feira, 08 de dezembro, em uma residência localizada na rua Boa Vista, no bairro Embratel, setor 06, em Vilhena, após uma dupla armada tentar roubar a lotérica Vilhena que fica localizada na avenida Paraná, no setor 08 e efetuarem dois disparos de arma de fogo durante a ação criminosa.

Após o roubo, militares do Núcleo de Inteligência, Força Tática e viaturas de áreas  entram em ação e deram uma resposta rápida e eficaz a sociedade, desarticulando uma das quadrilhas que vinham praticando roubos e homicídios na cidade.

Na ocasião, os policiais ouviram testemunhas e viram imagens do circuito interno de segurança da lotérica, identificando os suspeitos que estavam a bordo de uma motocicleta Yamaha YBR Factor de cor preta, como sendo um homem de alcunha “Nego Cerejeiras” que pilotava a referida moto e o comparsa de alcunha “Gibi”.

Durante as diligências, a central de operações recebeu uma denúncia que dava conta de que os suspeitos haviam acabado de chegar com a referida moto em uma casa na rua Boa Vista, no bairro Embratel; local onde segundo o denunciante residiam membros de uma quadrilha que vinha agindo na cidade.

As guarnições se empenharam na operação e lograram êxito na abordagem ao imóvel, ocasião em que o acusado Edmilson Ferreira de Souza, 25 anos,  vulgo “Gibi” saiu correndo e pulando por muros de casas vizinhas, mas acabou caindo e sendo preso e com ele foram encontradas duas munições deflagradas de calibre 38 e foi descoberto que em desfavor do mesmo havia mandado de prisão em aberto pela prática de roubo.

No imóvel, os policiais prenderam o acusado Valdeir Alvisi de Araújo, 35 anos,  de alcunha “Nego Cerejeiras” e encontraram em sua posse um revólver Taurus de calibre 38 com seis munições intactas.

Foram presos ainda os suspeitos Dejeon Ramos, 28 anos, e Deived Nunes da Silva, 21 anos, que encontravam-se na residência e são suspeitos de tráfico de drogas e envolvimento em roubos.

Na casa, os policias apreenderam o revólver de calibre 38 com seis munições intactas, uma TV LCD de marca LG, alguns aparelhos celulares, três capacetes San Marino de cor preto, uma fita isolante, uma balança de precisão, as roupas utilizadas nos roubos e homicídios, a quantia de R$ 135,00, uma espingarda de calibre 32 com duas munições intactas, além da motocicleta Yamaha YBR Factor que estava com a placa adulterada NOG-0271/Colorado do Oeste que na verdade seria NCG-0271/Colorado do Oeste e outros objetos.

Para a imprensa, Gibi assumiu ser membro da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) e alegou que existe uma guerra entre o PCC e o Comando Vermelho (CV), mas que a sociedade pode ficar tranquila, pois as execussões que vem sendo registradas é apenas entre membros das facções.

Todo o caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil onde os envolvidos deverão responder por formação de quadrilha, roubo, porte ilegal de armas dentre outros crimes.

20161207_041106

20161207_041131

20161207_041524

20161207_041703

20161207_041808

20161207_042547

 

Redação

Folha de Vilhena

Comente

comentários

Deixe uma resposta »