Folha de Vilhena – Polícia alerta sobre golpe de falso sequestro em Vilhena

Polícia alerta sobre golpe de falso sequestro em Vilhena

Editoria Jornal 13 de dezembro de 2013 0

golpe

A Polícia Civil de Vilhena alerta a população sobre um golpe de falso sequestro que pode estar sendo aplicado no município. De acordo com a PC, no período de uma semana duas pessoas procuraram a delegacia para registrar boletim de ocorrências alegando terem sido vítimas deste tipo de crime. O último caso aconteceu na quarta-feira (11), quando um senhor de 61 anos depositou R$ 6 mil em uma conta após receber uma ligação dizendo que seu filho havia sido sequestrado.

Para o delegado Lincoln Mizusaki, as pessoas acabam caindo neste tipo de golpe porque entram em desespero. “Quando ligarem pedindo resgate, dizendo que estão com algum familiar, a primeira coisa a ser feita é desligar o telefone e acionar a polícia”, esclarece. Em depoimento à polícia, o idoso afirmou ter depositado a quantia em dinheiro após os bandidos falarem detalhes pessoais da família. “Isso às vezes acontece porque as pessoas colocam muita informação pessoal na internet, então eles acabam fazendo tortura psicológica”, explica o delegado.

Investigações revelaram que boa parte dos telefonemas feitos para aplicar este tipo de golpe são realizadas de dentro dos presídios. “Em um dos casos que apuramos, descobrimos que o telefonema veio de Fortaleza [CE]”, aponta. Mizusaki disse que as ligações estão sendo feitas para números móveis e fixos.

Na terça-feira (10) uma mulher foi à delegacia para registrar um BO de sequestro. De acordo com o delegado, a vítima ainda não havia feito o depósito na conta dos golpistas, mas a todo o momento ela insistia em mandar o dinheiro para a conta informada. “Nós estávamos dizendo para não depositar, já que percebemos ser mentira, mas mesmo assim ela duvidava, pois tinha a coincidência de uma familiar dela ter viajado recentemente”, relata. Segundo a polícia, é no momento de fragilidade e nervosismo que os bandidos acabam arrancando informações importantes, pressionando ainda mais a vítima a fazer o depósito.

Mizusak afirma serem frequentes os casos de pessoas tentando aplicar o falso sequestro em Vilhena, mas o delegado acredita que o número de ocorrências do gênero não deve aumentar neste final de ano. Ainda assustadas, as vítimas não quiseram dar entrevista.

 

 

 

G1/Ro

comente

Comentário (s)

Deixe uma resposta »