Jovem morto em acidente na BR-435 era autor de homicídio ocorrido em abril de 2.017 - Folha de Vilhena
<

Jovem morto em acidente na BR-435 era autor de homicídio ocorrido em abril de 2.017

Folha de Vilhena junho 7, 2017 0


Jovem havia praticado o homicídio com o apoio do irmão. Crime foi motivado por vingança

O Setor de Investigação e Captura (Sevic) da Delegacia de Polícia Civil da cidade de Colorado do Oeste concluiu o inquérito policial quanto ao homicídio que vitimou o sitiante José Gonçalves de Paula, 53 anos, vulgo “Zé da Viola” ocorrido no dia  08 de abril,  na linha Nova Um, Rumo Escondido, no quilômetro 02 da área rural.

De acordo com o delegado titular, Manoel Jorge Araújo, após o crime contra José Gonçalves, iniciaram-se as investigações, chegando-se aos nomes do suspeitos apontados como mentores do crime, Júlio Cesar Zembrani, de 19 anos e seu irmão Leonir M. Zembrani, 21 anos.

Durante depoimento ao delegado da Polícia Civil, Leonir confessou com riqueza de detalhes que na noite do crime, na companhia de seu irmão, Júlio, foram até a chácara onde residia a vítima, e ao serem atendidos na porta teriam atacado a vítima sem chances de defesa.

Júlio teria desferido inúmeros golpes de faca, enquanto Leonir segurava as pernas da vítima, impedindo sua defesa ou fuga.

Leonir disse ainda que ele e o irmão estavam tomados pelo ódio, movidos pela vingança, executaram friamente José Gonçalves, uma vez que, segundo Leonir, no ano de 2.003 a vítima teria executado o pai dos garotos por conta de uma dívida de pequeno valor.

Da morte de Júlio

Durante o decorrer das investigações, policiais civis descobriram o envolvimento dos irmãos na execução de  Zé Viola, mas antes mesmo de ouvirem Júlio, este acabou morrendo após um trágico acidente ocorrido na manhã de quinta-feira, 01 de Junho, no quilômetro 71 da BR-435 sentido a cidade de Colorado do Oeste.

Na ocasião, Júlio pilotava uma motocicleta Honda CG Titan 150 de cor vermelha com placa de Jaru-RO sentido Vilhena quando perdeu o controle da direção e invadiu a pista contrária, colidindo frontalmente contra a carreta.

Da prisão de Leonir

Com o término do inquérito e a confissão de Leonir, o delegado de polícia ofereceu a denúncia ao Ministério Público e pediu a prisão preventiva do acusado a Justiça, tendo este pedido sido prontamente atendido pela 1º Vara Criminal de Colorado do Oeste.

Leonir foi preso e após passar por exames de corpo de delito, fora recolhido à Cadeia Pública de Colorado do Oeste, onde aguardará o julgamento.

Carlos Mont Serrate

Folha de Vilhena

Comente

comentários


Deixe uma resposta »