Intercâmbio comercial com Peru pode ajudar economia no Acre - Folha de Vilhena
<

Intercâmbio comercial com Peru pode ajudar economia no Acre

Editoria Jornal março 30, 2017 0


A possibilidade de intercâmbio comercial e turístico é o tema da visita do embaixador do Peru no Brasil, Vicente Rojas, ao Acre, no próximo final de semana. O senador Gladson Cameli (PP-AC) foi designado representante oficial do Senado Federal para acompanhar o diplomata. No início desta semana, o parlamentar acreano já havia conversado sobre o potencial econômico da parceira com o cônsul do Peru no Acre, Dr. Félix Vasquez.

O interesse concreto de empresas aéreas peruanas em operar voos para Cruzeiro do Sul e Rio Branco entusiasmou o senador, que tem buscado alternativas de desenvolvimento econômico para a região. “A verdade é que criaram uma política de florestania que só atrasou o estado. Você vê que a maioria das pessoas que querem trabalhar, os jovens principalmente, dependem dos órgãos públicos e nós temos de encontrar maneiras de aquecer a nossa economia. Isso me preocupa”, afirmou Gladson Cameli.

Além de empresas do setor aéreo, produtores de cimento e da agroindústria peruana também demonstraram interesse em investir no Acre. “Eu sei que há uma resistência nos estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste, mas podemos estipular uma barreira. Levamos a nossa carne para lá e importamos o cimento, por exemplo. Nós precisamos abrir esse mercado, usar o Pacífico”, argumentou o senador.

Em fevereiro deste ano, o Brasil vendeu ao Peru cerca de US$ 15,5 bilhões e comprou US$ 10,9 bilhões. Boa parte da balança comercial é formada por carnes, aves, peixes e laticínios, além de produtos de origem vegetal. Os dados são do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

“Conversei muito sobre o assunto com o ministro Blairo Maggi, e tenho tratado disso em Brasília. Estamos agindo para que possamos, juridicamente e economicamente, abrir esse mercado. Minha preocupação com a infraestrutura de rodovias, pontes, portos e aeroportos é por causa disso também”, disse Gladson Cameli. A agenda da visita inclui percurso de carro na BR 317 até Assis Brasil para conhecer as cidades de fronteira da região.

Autor: Assessoria

Comente

comentários


Deixe uma resposta »