Forte chuva motiva retirada de família próximo da obra da Macrodrenagem - Folha de Vilhena
<

Forte chuva motiva retirada de família próximo da obra da Macrodrenagem

Editoria Jornal abril 2, 2017 0


Semas age preventivamente para zelar pela segurança dos moradores

A prefeitura de Vilhena através da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) agiu preventivamente e removeu uma família que residia próxima à obra da Macrodrenagem localizada no final da Avenida Curitiba no bairro Cristo Rei. A ação aconteceu na tarde desta sexta-feira, 31, após uma forte chuva ter afetada a área e colocar em risco a casa da família.

A secretária adjunta de Ação Social, Juliana Paula ajudou pessoalmente na mudança da família. “É uma situação de risco, mas estamos fazendo tudo que esta dentro do nosso alcance para auxiliar as famílias afetadas no local. Já vimos a casa onde as pessoas vão morar tudo custeado pela Prefeitura de Vilhena. Acreditamos que em três meses as famílias poderão voltar para suas casas”, informou Juliana Paula.

A Secretaria de Obras está trabalhando no local em parceria as residências do DER de Colorado e Vilhena desde terça-feira, 21, mas, devido a forte chuva o processo de recuperação não foi suficiente para conter o avanço do buraco.

A prefeita Rosani Donadon (PMDB), disse que a medida de retirada da família tem visa preservar a segurança da família. Além disso, ela ressalta que já está tomando providências para outras famílias em possível risco. “Já solicitei a SEMAS para desocupação das casas que correm risco, para o auxílio moradia, nosso compromisso é garantir o bem estar das famílias vilhenenses”, disse a prefeita.

O engenheiro civil, Dariano Oliveira, reforça o pedido que, para a segurança dos moradores, é necessária a conscientização da população que tem ficado em próxima da erosão. “Pedimos a todos os moradores e pessoas que tenham curiosidade, para não ficarem em volta do buraco, porque acabam correndo risco de sofrer um desmoronamento ou podem sofrer qualquer outro tipo de acidente. A situação é critica”, encerrou o engenheiro.

 

 

Fonte: Semcom

Comente

comentários


Deixe uma resposta »