Folha de Vilhena – Estrada do aeroporto vira local de prostituição e consumo de drogas

Estrada do aeroporto vira local de prostituição e consumo de drogas

Suporte Tecnico 16 de maio de 2013 0

namorro-em-caro

 A via que dá acesso ao aeroporto de Vilhena se tornou local para prática de sexo e de consumo de bebida alcoólica e drogas. Esta constatação é feita pelo comissariado da Infância e Juventude de Vilhena, que comprovou que tais fatos tem ocorrido com freqüência naquela via, no período noturno.

De acordo com o comissário Luciano Cada vez mais pessoas se encontram naquele local para os mais diversos fins, desde consumir bebida alcoólica, fazer uso de narguille, bem como outras substâncias tóxicas, ou para prostituição. Ele afirma que “qualquer pessoa que passe durante o dia pelo local pode observar garrafas vazias de bebidas alcoólicas, “camisinhas” usadas, e restos de produtos fumígenos, jogados no meio fio e bueiros ao longo da pista”.

Na situação envolvendo o uso de substâncias fumígenas por adultos e adolescentes, como narguille, o material é apreendido e todos são conduzidos à delegacia, onde é feita o registro da ocorrência, por descumprimento do art. 14 da Portaria 010/12/JIJ, que proíbe a venda, entrega uso e fornecimento à criança ou adolescente de qualquer produto que cause dependência física ou psíquica.

Luciano ressalta que é comum durante a fiscalização, realizadas com o apoio da Polícia Militar, encontrar pessoas seminuas, flagradas em pleno ato sexual dentro de carros, dentre as quais algumas adolescentes. Ele afirma que “muitas destas adolescentes flagradas estão ali no horário das aulas, estão com o uniforme escolar e os pais nem imaginam que suas filhas estão naquele local se prostituindo”.

Nestes casos, os maiores são conduzidos à delegacia, onde responderão por corrupção de menores, e as adolescentes encaminhadas ao Conselho Tutelar, para as demais providências.

O comissário salienta que por ser aquele um local isolado e afastado da cidade, qualquer adolescente se encontra em situação de risco apenas por estar ali.

Lusmar Castro/Portal de Vilhena.com

 

comente

Comentário (s)

Deixe uma resposta »