EDUCAÇÃO PEDE SOCORRO: alunos são prejudicados por falta de aula e transporte escolar em Corumbiara - Folha de Vilhena
<

EDUCAÇÃO PEDE SOCORRO: alunos são prejudicados por falta de aula e transporte escolar em Corumbiara

Editoria Jornal abril 17, 2017 3


A suspensão das aulas na rede municipal de ensino, na cidade de Corumbiara,  já se alastra por um bom tempo e até a presente data nada foi resolvido. O descaso é tão grande, que pais e alunos tiverem que recorrer ao Ministério Público Estadual (MPE-RO) para denunciar a administração municipal.

Após estar a par da situação, membros do MPE se reuniram com o prefeito, Laércio Marchini, o secretário de educação do município, Luís Carlos Dala Costa e outros servidores e, na oportunidade ficou acordado que as aulas reiniciarão na próxima semana. O encontro aconteceu há suas semanas na sede da prefeitura.

Se a determinação é o retorno dos alunos às salas de aulas, ao que tudo indica, muitos ainda irão sofrer, visto que a frota de ônibus escolares que a prefeitura possui está parada no pátio da Secretaria Municipal de Educação (SEMED) por falta de manutenção. Ao todo são 05 veículos.

Conforme informações de um morador, até a presente data, a prefeitura não tomou nenhuma providência no sentido de adquirir peças para o conserto daqueles veículos, o que dá entender que metade da frota municipal ficará abandonada no pátio da SEMED.

Assim, até o problema persistir, os alunos da rede estadual que também dependem do transporte público municipal e os que estudam na zona rural continuarão perdendo as aulas. Vale frisar, que a rede estadual de ensino no município está funcionando normalmente e, por incrível que pareça tem muitos alunos que desde que iniciou o ano letivo no mês de fevereiro não foram sequer um dia à aula.

Já outros alunos, para não perderem a aula estão indo de motocicleta para seus respectivos centros de ensino, mesmo sendo menores de idade, colocando em risco suas próprias vidas.

 

Texto e fotos: Redação

Comente

comentários


3 Comentários »

  1. INDIGNADO abril 17, 2017 at 11:17 pm - Reply

    o onibus que rodava no projeto de assentamento santa elina estava revisado, pode perguntar aos motoristas, ao estourar uma mangueira o motorista encostou o onibus pois sabia que não havia condições de vir ate a cidade, mais o chefe de transporte foi ate o local passando por mecanico e fez uma gambiarra com um tarugo de madeira e tocou o onibus assim mesmo que fundiu mesmo na garantia sem chegar na cidade. assim tambem encontra um onibus na vitoria da uniao com um probleminha na caixa e o motorista avisou os chefes e eles mandou tocar ate quebrar tudo. é muita incompetencia pra pouca gente.rsrsrsrs

  2. adylso abril 18, 2017 at 7:39 am - Reply

    Por incompetencia da administracao os alunos que pagan o pato. So saben colocar culpa na administracao anterior. Será que nessa administracao saude e educacao e prioridade, nao e o que parece. Cade os vereadores e MP.

  3. Carvalho abril 18, 2017 at 10:11 am - Reply

    É gente a coisa ta feia. O pior é que qndo a gente vai falar com alguém a administração (secretário, chefe) os cara falam que não tem como fazer nada, que é assim mesmo, que eles não tem culpa desse total descaso com a coisa pública, como se isso fosse normal…Será que a população vota para escolher esse tipo de administração? É pra isso que pagamos esses servidores? É pra isso que pagamos nossos impostos? Pra ver nossos filhos sem aula, sem transporte, sem alimentação nas escolas, sem remedios no hospital, etc…etc…penso que a população deveria se mobilizar e tomar medidas drásticas para resolver isso…pq se tem gente à frente da administração que não dá conta do recado que desocupe o lugar…bando de incompetentes…

Deixe uma resposta »