Com som alto e festa regada a bebidas alcoólicas, infratores são detidos pela polícia em Vilhena - Folha de Vilhena
<

Com som alto e festa regada a bebidas alcoólicas, infratores são detidos pela polícia em Vilhena

Folha de Vilhena novembro 26, 2016 2


Ocorrência de perturbação de sossego tomou proporções maiores após infratores insultarem policiais 

O fato foi registrado no final da noite desta sexta-feira, 25 de novembro, após a central de operações receber diversas denúncias por perturbação de sossego em uma residência localizada na rua 912 do bairro Alto Alegre, próximo da avenida Paraná, em Vilhena.

Após diversas solicitações através do 190 que davam conta de uma perturbação de sossego que teria se iniciado ainda às 19 horas, onde os infratores estavam fazendo algazarras e ouviam músicas através de som automotivo e cantavam  com violão, uma guarnição deslocou-se ao endereço onde tentaram contato com um dos infratores, que alegou ser proprietário do imóvel e, ao tentarem diálogo para que este abaixasse o som, outros participantes da festa, embriagados foram em direção aos policiais com gritos e disseram que a polícia não tinha autonomia para atender tal ocorrência.

com-som-alto-e-festa-regada-a-bebidas-alcoolicas-infratores-sao-detidos-e-advogado-humilha-policiais-em-vilhena-1

Os acusados ainda tentaram fechar o portão contra os policiais militares, que tiveram de pedir apoio das demais radiopatrulhas e Força Tática, tendo em vista a agressividade imposta pelos infratores, onde com a chegada das viaturas, a infratora que alegou ser proprietária da casa e esposa do infrator, sendo por um instante, mantido uma certa ordem no local.

Mas, no momento em que os donos da casa eram conduzidos para radiopatrulha e era realizada a retirada do local, os demais ocupantes da festa, mais uma vez desacataram os policiais, até mesmo na frente da imprensa que já cobria o fato, incitando uma baderna, dizendo que os policiais não tinham o que fazer, que eram covardes e demais ofensas de baixo calão.

Ao realizar a prisão de um dos infratores que desacatou até a mãe dos militares, este correu para dentro do imóvel, onde os demais participantes da festa chegaram a empurrar os policiais, tentando até mesmo agredir os militares na presença de testemunhas e vizinhos. Vizinhos estes, que acionaram a polícia e eram as reais vítimas.

com-som-alto-e-festa-regada-a-bebidas-alcoolicas-infratores-sao-detidos-e-advogado-humilha-policiais-em-vilhena-2

Já na delegacia, um advogado e amigo dos infratores e seus respectivos familiares identificado como Rodrigo Ferreira Batista entrou na sala do registro de ocorrências da Polícia Militar e sem pedir quaisquer explicações sobre os fatos ocorridos, na presença da imprensa, voltou-se para os conduzidos dizendo em tom irônico: ❝vamos tomar todo dinheiro que estes policiais tiverem❞, momento em que todos os infratores zombaram da polícia com risos e gargalhadas.

Os militares orientaram o advogado para que este fosse mais educado e ético na realização de seus trabalhos e não humilhasse os policiais, ocasião em que este dirigiu-se até a porta e disse aos familiares dos acusados e na presença de militares  ❝isto aqui é um circo❞, apontando para sala da PM e toda vez, ao entrar dentro da sala de registro de ocorrências, demonstrava tom irônico e inclusive, ao passar pelos jornalistas disse: ❝quem não tem dinheiro, conta história❞, demonstrando mais uma vez, sua falta de respeito e ética para com as pessoas e inclusive, total despreparo no exercício de suas funções.

Todos os fatos foram narrados em ocorrência e os conduzidos apresentados na Delegacia de Polícia Civil do município e o Ministério Público e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) deverá ser comunicada dos fatos de abuso de poder demonstrados pelo advogado, que por diversas vezes tentou oprimir a polícia e a imprensa local.

Após assinarem Termo Circunstanciado (TC) os infratores foram liberados e deveram responder ao inquérito em liberdade. Lembrando que os envolvidos são pessoas com certo grau de instrução e a todo o momento tentavam demonstrar-se superiores a os demais presentes, que apenas estavam cumprindo suas funções.

O caso é lamentável e extremamente vergonhoso e a imprensa repudiará atos como estes, onde pessoas tentam oprimir o papel dos jornalistas de informarem a sociedade sobre os fatos que acontecem na cidade e região.

 

Redação

Folha de Vilhena

Comente

comentários


2 Comentários »

  1. Mane novembro 26, 2016 at 9:21 am - Reply

    Como pode não mostrar a cara deles que desigualdade quando e pobre que bebeu passado da conta expõe com foto tudo contra e a própria polícia não pode fazer…se não pode perder o direito…vai entender

  2. Mane novembro 26, 2016 at 9:24 am - Reply

    A própria impresa não pode colocar pq acaba sendo refém de certos tipo de quem deveria estar a favor da lei..

Deixe uma resposta »