Caminhoneiros sentem-se lesados com interdição de pista em Pimenteiras do Oeste - Folha de Vilhena
<

Caminhoneiros sentem-se lesados com interdição de pista em Pimenteiras do Oeste

Editoria II abril 24, 2017 0


Imagem da ponte feita pelo DER no ano passado

“Deveriam ter arrumado as estradas antes de iniciarem as obras da ponte. Assim não prejudicaria nosso trabalho, temos horário para cumprir. Quem trabalha com transporte sabe que tempo é dinheiro”, desabafou um caminhoneiro

No início da tarde desta segunda-feira, 24 de abril, motoristas entraram em contato com este meio de comunicação para informar a indignação depois que o DER interditou a Linha 08, para realizar a construção de uma nova ponte, porém, deixando-os as demais linhas sem condições transitáveis para o escoamento de grãos.

Imagem da ponte feita pelo DER no ano passado

A equipe do DER – Departamento de Estradas de Rodagem e Transporte há alguns meses vem se preparando para a construção de uma nova ponte de concreto sobre o Rio Santa Cruz, na 4ª Eixo, entre as Linhas 08 e 09 que liga os municípios de Cerejeiras a Pimenteiras e Pimenteiras à Corumbiara.

Os motoristas reclamam que não houve uma preparação para que a via fosse interditada, “Não tem nenhuma condição de passarmos pelas outras estradas. Elas não foram reparadas, os caminhões vão ficar atolados lá e se tombar? Quem vai arcar com os prejuízos?”, desabafou um caminhoneiro.

Construção da nova ponte – Créditos: Wilmer Borges

Em contato com o residente do DER, de Colorado do Oeste, Menias Henrique informou que há dois meses estava com a Ordem de Serviço e que devido a esse período de chuva, as obras na ponte não poderiam mais ser adiadas, uma vez que, colocava em risco a travessia dos veículos de carga, transporte escolar e até mesmo veículos de passeio.

O residente informou que, em contra partida, enviou maquinários para realizar a recuperação da Linha 11, para auxiliar o município e desviar o tráfego.

Em contato com o prefeito de Pimenteiras, Olvindo Luiz Dondê, o mesmo informou que o município conta apenas com dois caminhões e que os maquinários estão atendendo os socorros de emergência para que os transportes escolares e produção de grãos não sejam prejudicados nessa época de chuva. “Realizamos um travessão que liga as Linhas 9 e 8, justamente para auxiliar quando iniciasse as obras dessa ponte”, disse.

Construção da nova ponte – Créditos: Wilmer Borges

Segundo o motorista, não é a construção da ponte que trouxe transtornos a eles, mas sim a falta de organização. “Deveriam ter arrumado as estradas antes de iniciarem as obras da ponte. Assim não prejudicaria nosso trabalho, temos horário para cumprir. Quem trabalha com transporte sabe que tempo é dinheiro”, desabafou. O caminhoneiro alegou que a interdição da via deixou uma fila imensa de caminhões que aguardavam uma saída para prosseguirem viagem.

 

Texto: Redação

Comente

comentários


Deixe uma resposta »