Bandido preso pela Polícia Militar em Colorado do Oeste foge da delegacia - Folha de Vilhena
<

Bandido preso pela Polícia Militar em Colorado do Oeste foge da delegacia

Folha de Vilhena janeiro 26, 2017 0


Audacioso, jovem disparou aos militares no Facebook ❝Isso aqui não é perpetua não (***) uma hora a gente sai❞

O roubo foi registrado por volta das 13h30 deterça-feira, 24 de janeiro, no mercado Sábia, localizado na avenida Vilhena, em Colorado do Oeste e a prisão ocorreu poucas horas após o crime.

Na ocasião, o Núcleo de Inteligência juntamente com radiopatrulhas lograram êxito em localizar e prender os ladrões Kaio Cezar Costa, 21 anos; e Tiago Ramos Souza da Silva, 20 anos, em uma mata que pertence ao Grupamento do Tiro de Guerra (GTG) de Colorado.

Com eles, a Polícia Militar apreendeu a quantia de R$ 2.095,50 em moeda corrente e oito cheques de diversos emitentes, somando da o total de R$ 4.993,00 oriundos do roubo, além de duas munições deflagradas de calibre 38.

Para a polícia, Tiago e Kaio disseram que jogaram a arma de fogo na mata durante a fuga, mas o revólver não foi localizado. Ainda durante a prisão, Kaio Cesar ameaçou policiais militares  com os dizeres:❝Nossa prisão não é perpétua não (***) uma hora a gente sai e se vê por aí, vamos acertar nossas contas,❞ conforme as narrativas do Boletim de Ocorrência.

Apresentados e flagranteados na Delegacia de Polícia Civil, por um descuido do comissariado plantonista, o acusado Kaio Cesar Costa conseguiu soltar-se das algemas e fugiu da delegacia, não sendo mais localizado.

Poucas horas depois, audacioso, o jovem comentou em uma matéria que narrava o caso, através da rede social Facebook: ❝Isso aqui não é perpetua não (***) uma hora a gente sai,❞ ao responder o comentário de um dos militares.

A partir de agora, Kaio Cesar é considerado foragido da justiça e é procurado pela polícia e segundo apurado, pode estar armado, uma vez que o revólver usado na ação criminosa, não foi localizada pela PM no dia do fato.

A Polícia Militar do Cone Sul já realiza buscas no intuito de capturar e prender o assaltante, que foi reconhecido pelas vítimas.

 

 

Carlos Mont Serrate

Folha de Vilhena

Comente

comentários


Deixe uma resposta »