Autoridades inspecionam macrodrenagem e anunciam reinício de obras para maio em Vilhena - Folha de Vilhena

Autoridades inspecionam macrodrenagem e anunciam reinício de obras para maio em Vilhena

Editoria II janeiro 10, 2017 0

Os secretários Valdiney de Araújo Campos, de Planejamento, e Ivete Maria Pires da Costa, de Integração Governamental, acompanhados do engenheiro civil, Eduardo Fernando da Silva, visitaram na manhã desta segunda-feira, 9, a obra da macrodrenagem localizada no final da Avenida Curitiba, no bairro Bodanese.

Durante a visita, os secretários informaram que a obra será reiniciada no mês de maio, após o período chuvoso.

 “As obras serão retomadas no mês de maio, após o período chuvoso, para tal feito será necessário a obtenção do licenciamento ambiental para que a Caixa Econômica permita novas medições e pagamentos, bem como a elaboração do projeto executivo e sua aprovação pela Caixa” Disse Valdiney.

 De acordo com o engenheiro Eduardo, será feita a recuperação do canal e também o aterro da cratera que se formou no local. “Atualmente o projeto da obra está sendo revisado e corrigido”, disse o engenheiro.

Fernando informou que para aterrar a cratera serão necessárias cerca de 12 mil caçambas de terra. Após o aterro será feita a terraplanagem do local e a construção de um parque ambiental com pista de caminhada, além de uma academia da terceira idade.

Valdiney ressaltou que a prefeita Rosani Donadon está acompanhando a situação e determinou empenho na resolução dos entraves burocráticos, pois a população povo não pode continuar a sofrer com erosão e alagamento.

O engenheiro Eduardo explicou que a conclusão da obra está prevista para o mês de dezembro, e que este lote da macrodrenagem está orçada em mais de R$ 5 milhões. O engenheiro diz, ainda, que após a conclusão da macrodrenagem, serão executadas obras de pavimentação asfáltica no bairro Cristo Rei com recursos oriundos de empréstimo bancário já contratado pela gestão anterior, e que estas obras de pavimentação serão acompanhadas de drenagem.

Fonte: SEMCOM

Comente

comentários

Deixe uma resposta »