Após negociação, PRF convence indígenas a liberarem a BR-174 entre Vilhena e Comodoro - Folha de Vilhena
<

Após negociação, PRF convence indígenas a liberarem a BR-174 entre Vilhena e Comodoro

Folha de Vilhena abril 18, 2017 0


 Negociação durou três horas e rodovia foi liberada totalmente às 15 horas

Eram por volta das 12 horas do dia desta terça-feira, 18 de abril de 2017, quando a Polícia Rodoviária Federal (PRF) recebeu informaçês de usuários da rodovia, de que índios estavam bloqueando a BR-17, no trecho sobre a ponte do Rio Mutum, no quilômetro 551, sentido Comodoro/MT, entre a cidade de Vilhena e Comodoro.

De imediato, equipes da PRF  de Vilhena se deslocaram até o local, juntamente com o Inspetor Chefe da Delegacia de Polícia Rodoviária Federal em Vilhena e, chegando lá, confirmaram as informações, se deparando com aproximadamente 50 índios devidamente caracterizados, portando arco e flecha, abordando os veículos que trafegavam na via e exigindo o pagamento de pedágio para que fossem liberados.
Foi acionado também para auxiliar nas negociações, o Sr. Abrhão Negreiros Tejas – Técnico da FUNAI em Vilhena, sendo solicitado que as lideranças das tribos se apresentassem para a exposição das suas reivindicações. Os líderes se identificaram como representantes das tribos CINTA LARGA, ERIKBATSA e NAMBIKWUARAS.

Eles informaram que estavam exigindo o pagamento de pedágio pelos usuários da via, porque necessitavam do fretamento de 2 (dois) ônibus para transportar aproximadamente 80 representantes de suas tribos para manifestar suas insatisfações políticas em Brasília-DF, no dia 24 de abril, segunda-feira.
Os indígenas foram informados quanto à ilegalidade do ato em questão e solicitado a liberação da rodovia enquanto se buscava possíveis soluções. Após mais de três horas de negociação, os manifestantes aceitaram parar com a cobrança ilegal de pedágio e por volta das 15 horas liberaram as pistas interditadas.

Contudo,  os indígenas informaram que esperariam por uma resposta dos Órgãos Públicos até às 14 horas do dia 19 de abril, quarta-feira, e que, caso não apresentassem uma solução fecharão a rodovia novamente. A PRF informou novamente aos manifestantes sobre a ilegalidade do ato e que essa não era a via adequada para reivindicação. O Técnico da FUNAI em Vilhena acompanhou e participou de toda a negociação.

Por fim, os protestas liberaram completamente a rodovia e agora o trânsito flui normalmente e sem a cobrança ilegal de pedágio.

A PRF estará atenta a qualquer nova tentativa de bloqueio por parte dos indígenas no intuito de garantir a segurança da via e manter a fluidez no trânsito, lembrando que qualquer denúncia referente a bloqueios ilegais podem ser feitas através do número emergencial 191.

 

 

Carlos Mont Serrate

FOLHA DE VILHENA

Comente

comentários


Deixe uma resposta »